Em 1730, conforme bandeira comandada pelo coronel português Quaresma Delgado ao atravessar o Nordeste de Minas, constatou a existência de pequenas vendas sendo uma dessas referências de comércio localizadas nos limites do território atual de Pedra Azul.

O marco do povoamento da região e a criação de um lugarejo foi o chamado “Ano da Fumaça” em 1833 chamado assim pelo fato de ter acontecido entre outubro e dezembro daquele ano a “Grande Queimada” que durou cerca de 60 dias.

O fogo deixou imensas clareiras na mata e aproveitando-se delas, Manoel José Botelho fundou a Fazenda Pau d’Óleo que vendeu a seu filho Servando José Botelho e após a venda, fundou a fazenda Veredas.

Em 1834 foi a vez do padre Manoel Fernandes chegar a região com uma leva de escravos e novilhas e fundar a fazenda Vargem Grande.

O povoado já existente na época denominava-se Arraial de Nossa Senhora da Boca da Caatinga originando-se a nomenclatura pelo fim das áreas vegetais de campos abertos e início da vegetação tipo caatinga. Com o crescimento da sociedade local devido a agropecuária e o comércio e por ser formada por pessoas mais politizadas, estas iniciaram uma luta para conseguir mais autonomia ao município de Salinas ao qual pertenciam, sendo criado o distrito de Caatingas pela Lei Provincial nº 2565, de 03 de janeiro de 1880, continuando subordinado a Salinas. Em 1891 foi criado o Conselho Distrital de Catingas que no ano 1892, encaminhou proposta de mudança de nome do distrito para Fortaleza, pois já era chamada assim por alguns pelo fato de ser cercada de paredões de granito, sendo aceita no mesmo ano.

Nessa época a pecuária tinha se tornado tão forte no Distrito de Fortaleza que o boiadeiro e fazendeiro Teopompo de Almeida era acostumado a conduzir em torno de 20.000 cabeças de gado, ficando conhecido como “Rei da Boiada” em Uberaba, Vitória da Conquista, Itabuna, Feira de Santana e outras.

Em 1925, o Distrito de Fortaleza torna-se cidade.

O GRANDE BAZAR 36

No intuito de criar um estabelecimento comercial que atendesse as demandas da região, o coronel Franco, Jako Antunes e Cassiano Mendes de Oliveira, investiram 12 contos de Réis cada um, dandoum total de 36, sendo o nome escolhido em alusão à quantia.

O Grande Bazar 36 assumia funções tanto de comércio quanto de banco, chegando a emitir moeda própria que tinha curso livre pela região. A divisão do Grande Bazar 36 entre os Almeida e os Mendes de Oliveira, abalou profundamente a política local.

DESCOBERTA DAS ÁGUAS MARINHAS

Em 1927, Lourenço da Santa Rosa encontra um bamburro de águas marinhas durante a perfuração de vales na fazenda Laranjeiras, pertencente a João de Almeida que passou a ser um dos homens mais ricos do Brasil. A lavra chegou a atingir 300 homens trabalhando diuturnamente, sendo que nos cinco primeiros anos de extração, a lavra extraiu 1000 kg, o que valeria nos dias de hoje o equivalente a R$ 80.000.000,00 (oitenta milhões de reais).

João de Almeida foi o responsável pela construção de todo o quarteirão dos hotéis Laranjeiras e Primavera, o GPA – Ginásio Pedra Azul, a Igreja Matriz e impulsionou a construção do HEFA – Hospital Ester Faria de Almeida.

Durante muitos anos, o GPA foi referência da região, sendo o local onde os filhos das famílias do Norte, Nordeste e parte do Leste de Minas Gerais e Sul da Bahia realizavam seus estudos de nível médio.

Os processos de planejamento da Igreja Matriz se iniciaram no ano de 1933 sob influência de um grupo de padres missionários vindos de Curvelo que retornaram em 1938 trazendo um padre holandêsque iniciou os desenhos da planta arquitetônica. João de Almeida deu o pontapé inicial para a construção da obra em 1942, sendo que a igreja só ficou pronta na década de 60. A construção era uma novidade na época por utilizar a técnica do concreto armado.

O HEFA – Hospital Éster Faria de Almeida foi ideia dos médicos Afonso Maron e Armando Nilo Barcelar e o nome foi em homenagem a esposa do médico formado em Paris em 1936, Joaquim Antunes de Almeida. O HEFA foi inaugurado em 1937.

As águas marinhas de Pedra Azul foram tão famosas que uma delas foi dada de presente a rainha da Inglaterra e outra foi esculpida em forma de obelisco e chamada de Pedra Dom Pedro

PEDRA DOM PEDRO

< A Pedra Dom Pedro é a maior escultura de água marinha do mundo e foi encontrada em Pedra Azul na década de 1980 pesavando 45 quilos. Foi levada para Alemanha em 1992 e foi esculpida em formato de obelisco pelo artista Bernd Münsteiner. Os comerciantes alemães adquiriram a pedra quando ela pesava 27 quilos. A peça pesa em torno de 2 quilos e tem cerca de 35 centímetros de altura. A obra encontra-se em exposição permanente no museu de história natural Smithsonian, em Washington e estima-se que atrairá tantos visitantes quanto a joia mais famosa do seu acervo, o diamanteHope, encontrado na Índia.

MUDANÇA DE NOME PARA PEDRA AZUL

Pelo fato do decreto do Presidente da República determinar que não poderiam haver mais de uma cidade com o mesmo nome e já existir a capital cearense com o nome de Fortaleza, a cidade mineira teve de mudar de nome. O imortal Nelson de Faria então sugeriu a substituição do nome para Pedra Azul, uma alusão a descoberta de águas marinhas feita por João de Almeida, sendo acatada sugestão através de plebiscito popular e mudado o nome para Pedra Azul em 31 de Dezembro de 1943.

Pedra Azul, então passava por um período de grande crescimento, sendo na década de 40 inaugurado o Parque de Exposições Getúlio Vargas. Na década de 50, instala-se na cidade uma concessionária da montadora de carros americanos Willys. De 1945 a 1964 Pedra Azul contou com cinema no Cine Teatro Isabel.

A decadência do município junto com todo o Vale do Jequitinhonha iniciou-se no governo militar devido a falta de investimentos na região e a migração do capital para os grandes centros. Foi nessa época que surgiu o estereótipo de Vale da Miséria.

GRUPOS POLÍTICOS

Surgiram dois grupos políticos em Pedra Azul sendo o liberal formado pelos que chegaram nas décadas 1860 e 1870 e primeira metade da década de 1880, sendo eles o Coronel Franco, os Antunes, os Souza e os Mendes de Almeida e os Almeida que chegaram em meados de 1890 formando os Órions.

A palavra Órions (caçadores), vinda do termo grego Órion que nomeia uma constelação de estrelas do equador celeste e o signo zodíaco de Gêmeos, sendo que na mitologia grega, Órion era um gigante filho de Poseidon e Gaia. Já o grupo dos gorutubanos, vindos da cidade baiana de Gorutuba, tinham conotação conservadora e tinham o nome secreto de Enopiões, conhecido apenas pela elite e eram formados pelos que chegaram depois da metade da década de 1880, e durante a década de 1890, sendo os Faria, os Ruas, os Veloso e os Figueiredo. Enopião era o nome do Rei de Chiosque numa batalha prometeu sua filha em casamento ao gigante Orion em troca de seu apoio, porém se arrependeu e convidando Orion para sua casa, embriagou-o e furou-lhe os olhos.

A cidade foi comandada primeiramente pelos gorutubanos que tinham como líder o Coronel Pacífico Soares de Faria. A mudança do poder ocorre em 1918, onde os Órions organizam um exército armadode 150 homens sob o comando de Bida Antunes, filho do Coronel Colatino Antunes e tomam o distrito de Cachoeira de Pajeú no dia da votação, vencendo as eleições.

Nos anos 30, os Órions assumiram a política local e do próprio Vale do Jequitinhonha pelo fato de João de Almeida ser compadre do governador Benedito Valadares e amigo pessoal do presidente Getúlio Dornellas Vargas. Nessa década, por intervenção da família Almeida, foi criada a comarca de Pedra Azul em 1935 e instalada em 1938 e instalado um destacamento da Polícia Militar em 1931.

A única ocasião em que os dois grupos se uniram, foi quando a Coluna Prestes foi incitada a atravessar em sua marcha a cidade de Fortaleza por influência do Tenente Caetano Sabóia Figueiredo.Juntos, reuniram um contingente aproximado de 300 homens armados, porém a Coluna Prestes acabou não passando pelo município.

A cidade conseguiu eleger vários deputados como o Deputado Federal Clemente Faria e o Deputado Estadual Antero de Lucena Ruas do lado dos Gorutubanos e João de Almeida e outros do lado dos Órions.

IMPRENSA

“O rádio”, pertencente a João da Rocha Medrado, fundado em 1905 e fechado pelo fato dos Órions e os gorutubanos terem obrigado ele a se posicionar politicamente.

“O norte”, conservador, fundado pelos Gorutubanos em 1914.

O “Nova Era”, liberal, fundado pelos Órions através de Carlos Esperidião de Souza.

O “Patusco”, redigido por Josias Moreira Souza e o imortal Nelson Faria do lado dos Gorutubanos, no início dos anos 1920, após o fim do “O Norte” e o “Nova Era”.

Com a separação de Josias Moreira Souza e Nelson Faria em 1924, Josias fundou o liberal “O Sertão” e Epaminondas Barbosa, do lado dos Gorutubanos, fundou o “A Fortaleza”.

MOVIMENTO CULTURAL

Durante as décadas de 70 e 80 o movimento cultural de Pedra Azul continuou a aflorar sendo que surgiram grandes talentos da cidade que ajudaram a fundar o “Clube da Esquina”. Murilo Antunes foi um deles, escritor e compositor, compôs várias músicas para o clube da esquina.

Heitor de Pedra Azul, artista multifacetado, possui vários outros dotes artísticos além de escritor e compositor. Compôs músicas interpretadas por vários cantores de renome, escreveu vários livros e também já escreveu para o teatro, além de ser pesquisador da cultura popular brasileira palestrando no Brasil e no exterior. Hoje, vive na França e propaga sua arte por lá e por aqui, mas frequentemente vem a Pedra Azul.

Outro pedrazulense com vários dotes para a arte é Saulo Laranjeira que é humorista, ator, compositor, cantor e apresentador. Encantou a todos apresentando o programa Arrumação programa sobre cultura popular brasileira, possui vários personagens como a Véia Messina e o Deputado João Plenário transmitido pela Praça é Nossa no SBT.

Nasceu em Pedra Azul também Paulo Hugo Morais Sobrinho, Paulinho Pedra Azul, que além de cantor é poeta, artista plástico e compositor. Paulinho foi considerado por pesquisa feita pela Associação de Músicos, Arranjadores e Regentes – AMAR o segundo cantor mais conhecido de Minas Gerais. Sua música mais conhecida é Jardim da Fantasia, conhecida popularmente como Bem-te-vi.

A DESCOBERTA DO GRAFITE

Descoberta em 1972, a jazida de grafite tipo flake começou a ser explorada no ano 1975 na usina também denominada Pedra Azul pela NACIONAL DE GRAFITE. É considerada a maior unidade industrialdas Américas e a segunda maior do mundo. Chama a atenção para o seu teor de qualidade altíssimo.

Fonte: Terras de Fortaleza, Eder Machado Silva

http://www.pedraazul-mg.com/2012/12/terras-de-fortaleza-eder-machado-silva.html

LISTA DE PREFEITOS DE PEDRA AZUL

Pacífico soares faria 01/06/12-31/12/19

Pacífico soares faria (2º mandato) 01/01/16-31/12/19

Antero de Lucena ruas 01/01/19- 31/12/20

Antero de L. ruas (2º mandato) 01/01/19-16/05/20

Antero de L. ruas (3º mandato) 17/05/27-03/10/30

Antero de L. ruas (4º mandato) 15/12/30-10/07/36

Dr. Álvaro neves (1º mandato) 10/07/36-04/12/40

Dr. João de Almeida 05/01/40-04/01/47

Urias de morais (pelo afastamento João Almeida) 09/01/47-10/04/47

Gumercino de Araújo ( nomeado) 10/04/47-0412/47

Dr. Álvaro neves (2º mandato) 05/12/47-31/01/51

Netércio de Almeida (1º mandato) 31/01/51-31/01/55

Dr. Reinaldo do Velloso 31/01/55-31/01/59

Dr. Netércio de Almeida (2º mandato) 31/01/59-31/01/63

Dr. Waldemar de lucenas pires 31/01/63-31/01/67

Dr. Horminio de Almeida 01/01/67-31/01/71

Dr. Milvio Mendes de oliveira 31/01/71-31/01/73

Dr. Waldemar Pires (2º mandato) 31/01/73-31/01/76

Dr. Silvio Mendes faria 31/01/77-31/01/83

Dr. Orlando Lucena ruas 10/02/83-10/02/89

Dr. Manoel Passos Gusmão 31/01/89-01/01/93

Eduardo Lopes Tomich 01/01/93-31/12/96

Manoel Gusmão / Ricardo 01/01/97-31/12/2000

Dr. Gerson de Oliveira Costa Filho 01/01/2000-31/12/2004

Ricardo Mendes Pinto 01/01/2005 – 31/12/2008

Ricardo Mendes Pinto 01/01/2009 – 31/12/2012

Daniel Pires Costa 01/01/2013– 01/09/2016

Paulo Souto Vilela - 02/09/2016 - 31/12/2016

Silvana Maria Araújo Mendes - 01/01/2017- 31/12/2020

Informações Gerais

Gentílico:

Pedrazulense

Significado do Nome:

Rico em pedras preciosas, destacando-se no garimpo as águas marinhas, que deram nome ao lugar.

Aniversário da Cidade:

1° de Junho

Limites:

Divisa Alegre

Águas Vermelhas

Cachoeira de Pajéu

Medina

Jequitinhonha

Almenara

Divisópolis

Acesso Rodoviário:

BR-381, BR-116, BR-251

Distância da Capital:

720 km

Área:

1 618,686 km²

População:

23 843 hab.

Densidade:

14,73 hab./km²

Altitude:

617,51 m


Fontes:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Pedra_Azul#Hist.C3.B3ria



Prefeitura Pedra Azul